menu
Topo
Verônica Laino

Verônica Laino

Categorias

Histórico

É verdade que contar calorias ajuda a emagrecer?

Verônica Laino

13/03/2018 04h20

Créditos: iStock

Até hoje vejo muitas pessoas focadas em contar calorias para tentar perder peso, mas será que fazer isso realmente vai ajudar a emagrecer ou só te deixará cada vez mais neurótico? Um exemplo prático é o caso de quem consome um pão francês ou meio abacate pequeno, ambos com 150 calorias. Mas será que seu corpo vai reagir da mesma maneira com os dois alimentos? A resposta é não!

O pão francês é rico em carboidrato refinado, que vai aumentar sua glicemia rapidamente ao sinalizar para o corpo liberar insulina. Entre as funções que ela desempenha, está o transporte do açúcar no sangue para dentro das células, que é transformando em energia. E se você não gastar essa energia rapidamente, seu corpo vai estocar como fonte de gordura.

Já o abacate é rico em gordura boa e pobre em carboidrato. Isso não faz sua glicemia aumentar e quase não gera sinalização para insulina. O resultado? Você não precisa literalmente "sair correndo" para queimar essas mesmas 150 calorias antes de virarem gordura. Sem contar que o abacate é riquíssimo em vitaminas, minerais, fibras e ácido oleico, o que reduz a inflamação corporal, melhora a função do intestino, reduz os níveis de colesterol e triglicerídeos e ainda melhora a absorção das vitaminas A, D, E e K pelo nosso organismo.

Percebe que, apesar de terem os mesmo número de calorias, nosso organismo reage de forma completamente diferente? Por isso, a partir de hoje, comece a prestar menos atenção nas calorias e mais nos benefícios (ou malefícios) que o alimento vai gerar no seu corpo.

Tente abastecer sua geladeira e despensa com alimentos de verdade, que encontramos nas feiras-livre e hortifruti, tudo "in natura". Prefira comidas preparadas em casa e evite aqueles alimentos que duram meses (ou até anos) na prateleira, mas que não possuem valor nutricional algum, apenas calorias vazias.

Assim, para uma alimentação saudável, esqueça as calorias e foque nos oito pontos abaixo:

  1. Faça pelo menos três refeições ao dia e evite os beliscos
  2. Inclua mais tubérculos (mandioca/macaxeira/aipim, inhame, cará, batata doce) na sua alimentação
  3. Coma pelo menos três porções de legumes/verduras e uma porção de fruta por dia
  4. Inclua leguminosas na sua rotina (feijão, grão de bico, lentilha, ervilha – não vale a enlatada)
  5. Inclua gorduras boas como sementes e oleaginosas
  6. Evite alimentos com açúcar e adoçante no seu dia a dia
  7. Evite temperos prontos e alimentos com adição de glutamato monossódico
  8. Beba pelo menos oito copos de água por dia

Sobre o autor

Verônica Laino é formada em Nutrição pela USP (Universidade de São Paulo), pós-graduada em Nutrição Clínica e Esportiva Funcional e coach de emagrecimento. Trabalhou em clínica particular por sete anos e hoje dedica seu tempo aos seus coachees e à produção de conteúdo online, mídias sociais e eventos, como forma de alcançar cada vez mais pessoas e ajudá-las a levar uma vida prática, saudável, balanceada e gostosa.

Sobre o blog

Dicas sobre nutrição, com foco na alimentação de verdade (e sem radicalismo), que vão te ajudar a fazer alterações concretas no seu estilo de vida. A ideia é que você alcance o seu verdadeiro potencial e atinja sua melhor versão.