Topo
Verônica Laino

Verônica Laino

Categorias

Histórico

Chocolate amargo: como escolher e quais são os benefícios?

Verônica Laino

27/03/2018 04h05

Crédito: iStock

Afinal, o chocolate é saudável ou não? Depende…

O que torna o chocolate saudável ou não é a quantidade de cacau que ele tem em sua composição –além de outros ingredientes adicionados. Para você poder comer e ter benefícios, dê sempre preferência para os chocolates amargos, com pelo menos 70% de cacau em sua composição. Fique atento! Produtos indicados como meio-amargos não são considerados interessantes para o consumo frequente, pois contém apenas 40% de cacau. Por isso, sempre fique atento ao rótulo.

Se o seu chocolate tiver uma boa concentração de cacau, você terá diversos benefícios e pode até consumi-lo diariamente. Uma boa quantidade seria de um a dois quadradinhos por dia (15 a 20g). A dica para fazer render esse chocolate é derretê-lo para consumir com alguma fruta, fazendo um bombom ou pirulito de fruta com chocolate. Mesmo se você não gostar muito do sabor amargo, ainda dá para comer numa boa, pois a fruta ajuda a adoçar o chocolate.

Veja 10 benefícios que o consumo do cacau promove:

  1. Protege a pele contra os raios solares (radiação ultravioleta) pela sua ação antioxidante;
  2. Reduz a oxidação do DNA, que contribui para um redução do risco de câncer;
  3. Protege o organismo ao combater o excesso de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce das células;
  4. Deixa o coração mais saudável, pois os flavonoides presentes no cacau ajudam a melhorar o fluxo sanguíneo para o coração e cérebro;
  5. Os flavonoides também melhoram a pressão arterial principalmente em hipertensos;
  6. Reduz a inflamação, pois a manteiga de cacau contém ácido oleico, que melhora os perfis lipídicos e diminuição da reatividade plaquetária;
  7. Melhora a função cognitiva das pessoas na terceira idade;
  8. Promove uma sensação de bem-estar por ser rico em triptofano, um aminoácido precursor da serotonina (hormônio responsável pelo prazer);
  9. Reduz o colesterol ruim e aumenta o colesterol bom em pessoas abaixo de 50 anos de idade;
  10. Seu valor de ORAC (padrão científico que atribui o valor antioxidante do alimento) é maior que do açaí e do mirtilo (blueberry).

Ao comprar um chocolate, é importante ler o rótulo. Ao olhar a parte dos ingredientes, você deve ler (preferencialmente nesta ordem): massa de cacau, manteiga de cacau, açúcar e lecitina de soja.

  • A massa de cacau também pode estar escrito como pasta de cacau ou liquor de cacau e pode ser seguido de cacau em pó.
  • A manteiga de cacau pode estar escrita como gordura de cacau. Fuja dos chocolates que tem outra fonte de gordura, pois ela é a única gordura que mantém os polifenois do chocolate estáveis, oferecendo assim todos os benefícios do cacau. Se o seu chocolate tiver: gordura anidra do leite, gordura vegetal, gordura hidrogenada, gordura da manteiga desidratada, esqueça! Esse chocolate não tem polifenol o suficiente para te trazer benefícios e não pode ser considerado saudável.

E aí, o chocolate que tem na sua casa é saudável? O que tem nos ingredientes? Quanto chocolate você tem costume de consumir por dia?

Sobre o autor

Verônica Laino é formada em Nutrição pela USP (Universidade de São Paulo), pós-graduada em Nutrição Clínica e Esportiva Funcional e coach de emagrecimento. Trabalhou em clínica particular por sete anos e hoje dedica seu tempo aos seus coachees e à produção de conteúdo online, mídias sociais e eventos, como forma de alcançar cada vez mais pessoas e ajudá-las a levar uma vida prática, saudável, balanceada e gostosa.

Sobre o blog

Dicas sobre nutrição, com foco na alimentação de verdade (e sem radicalismo), que vão te ajudar a fazer alterações concretas no seu estilo de vida. A ideia é que você alcance o seu verdadeiro potencial e atinja sua melhor versão.