menu
Topo
Verônica Laino

Verônica Laino

Categorias

Histórico

Farinha de trigo integral: veja seus benefícios e como utilizar

Verônica Laino

10/04/2018 04h10

Crédito: iStock

Será que vale a pena gastar um pouco mais e comprar a farinha integral, ou é tudo jogada de marketing? Antes de mais nada, precisamos entender como as farinhas são feitas. A de trigo (que na embalagem dos alimentos vem descrita como: farinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico) é feita do grão de trigo, após um processo de refinamento que faz com que grande parte dos nutrientes seja eliminada.

Já a farinha integral é produzida do mesmo grão de trigo, porém não passa por este processamento, o que faz dela uma farinha rica em vitaminas, proteínas, minerais e, especialmente, fibras. Com isso, seu índice glicêmico é menor, ou seja, a velocidade em que o carboidrato chegará na corrente sanguínea é mais lenta, deixando você saciado por mais tempo e fazendo a sensação de fome demorar para chegar. Sendo assim, podemos dizer que vale sim investir um pouco mais para comprar a farinha integral.

A farinha de trigo integral é mais nutritiva? Posso consumir no emagrecimento?

Pensando nos macronutrientes, ela ganha em todos os aspectos ao ser comparada a farinha de trigo comum. Contém 10% menos carboidrato, 240% mais fibras e 20% mais proteína. Isso a torna uma ótima aliada nas dietas para redução de peso.

Quando comparamos os micronutrientes, o benefício é ainda maior. Como a farinha de trigo integral mantém a estrutura inteira do grão (incluindo a casca que é conhecida como farelo e o gérmen) você encontra quantidades significativas de vitaminas do completo B, ferro e ácidos graxos essenciais para o nosso organismo.

As vitaminas do complexo B são utilizadas para gerar energia no nosso corpo, espantando o cansaço. Além disso, também atua no corpo deixando a pele e o cabelo mais saudáveis, e impedindo a perda da memória ou enxaquecas.

Posso substituir a farinha branca pela integral em qualquer receita?

O único cuidado necessário é que, por ser rica em fibras, ela absorve mais água. Com isso, não podemos simplesmente pegar uma receita que é feita com farinha de trigo comum e substituir pela farinha de trigo integral achando que o resultado será o mesmo, pois não vai ser!

O ideal é sempre adicionar mais líquido na receita, assim o resultado ficará bem parecido. A regra que eu normalmente utilizo é: para cada xícara de farinha, acrescente ¼ xicara de água. Vamos para um exemplo prático? Se a receita tradicional pede 2 xícaras de farinha de trigo e 1 xícara de leite, você vai utilizar 2 xícaras de farinha de trigo integral + 1 xicara de leite + ½ xícara de água. Assim a fibra vai absorver esta água e sua receita não vai ficar nem dura, nem esfarelando.

A farinha integral contém glúten?

O glúten é a proteína que está presente no grão de trigo. Como a farinha de trigo comum e a integral são feitas a partir do mesmo grão, ela vai conter glúten sim.

Sobre o autor

Verônica Laino é formada em Nutrição pela USP (Universidade de São Paulo), pós-graduada em Nutrição Clínica e Esportiva Funcional e coach de emagrecimento. Trabalhou em clínica particular por sete anos e hoje dedica seu tempo aos seus coachees e à produção de conteúdo online, mídias sociais e eventos, como forma de alcançar cada vez mais pessoas e ajudá-las a levar uma vida prática, saudável, balanceada e gostosa.

Sobre o blog

Dicas sobre nutrição, com foco na alimentação de verdade (e sem radicalismo), que vão te ajudar a fazer alterações concretas no seu estilo de vida. A ideia é que você alcance o seu verdadeiro potencial e atinja sua melhor versão.