menu
Topo
Verônica Laino

Verônica Laino

Categorias

Histórico

Cinco nutrientes que reduzem a câimbra, inclusive a noturna

Verônica Laino

24/04/2018 04h00

Crédito: iStock

Quem já teve câimbra sabe o quão dolorosa essa sensação é. A contração súbita geralmente ocorre durante o exercício físico, mas também pode surgir no período noturno, enquanto dormimos. A boa notícia é que elas tendem a desaparecer quando melhoramos a alimentação, nos deixando livres da dor. Veja algumas dicas do que consumir:

1 – Água

A principal causa das câimbras é a desidratação. Parece algo bobo, só que muitas pessoas têm dificuldade em atingir a quantidade de água diária. O ideal é consumir 10 copos de água por dia + 1 copo a cada 30 minutos de exercício físico. Para saber o tamanho do seu copo, basta multiplicar seu peso por três. Ou seja: se você pesa 70kg, deve consumir 10 copos de 210ml por dia (70X3=210).

2 – Potássio

A segunda coisa que precisamos pensar é em deixar sempre balanceada a bomba sódio e potássio em nosso organismo, que é responsável por transmitir o impulso nervoso para a contração muscular. Assim, se o consumo de um desses dois nutrientes estiver desbalanceado, a câimbra pode aparecer. Exatamente por isso que o potássio entra em segundo lugar na nossa lista.

Tente incluir na sua alimentação semanal alimentos como: feijão branco, batata e batata doce (sempre com casca), beterraba (um suco de beterraba pré-treino é uma ótima pedida!), mandioquinha (também conhecida como batata-baroa), espinafre, molho de tomate (o tomate cozido feito um molho contém uma concentração maior de potássio do que o tomate cru consumido na salada), laranja, banana e água de coco.

3 – Sódio

É estranho indicar o consumo de sódio, não é? O problema é que muitas pessoas colocam a substância como vilã, excluindo o sal da comida no dia a dia. Tal atitude leva a uma deficiência de sódio. Por isso, não abandone o sal, apenas tenha moderação. A sugestão da OMS (Organização Mundial da Saúde) é consumir 5g de sal por dia, o que equivale a cinco sachês daquele que encontramos nos restaurantes.

4 – Magnésio

Se você é daqueles que sofrem de câimbra no período noturno, enquanto dorme, o nutriente é essencial. Sem magnésio não conseguimos promover o relaxamento muscular. Um outro indicativo de que estamos com deficiência dele é passarmos a ter espasmos musculares involuntários, principalmente na pálpebra inferior dos olhos.

São alimentos ricos em magnésio: espinafre, acelga, abacate, grão de bico, nozes, amêndoas, semente de abóbora, semente de girassol e semente de gergelim. Além disso, o potássio só entra na célula com a presença de magnésio, Por isso, de nada adianta se entupir de potássio, se o corpo estiver deficiente de magnésio.

5 – Cálcio

Mulheres na menopausa, e aquelas que estão grávidas, precisam prestar atenção no consumo de cálcio, pois sua deficiência também pode gerar câimbras. E como nessas duas fases da vida a necessidade é maior, o consumo deve ser também! São excelentes fontes de cálcio: semente de gergelim, folhas verdes escuras, semente de linhaça, quinoa, laranja, brócolis, frutas secas, oleaginosas como a amêndoa, leguminosas de cor clara, melado de cana e tofu.

Sobre o autor

Verônica Laino é formada em Nutrição pela USP (Universidade de São Paulo), pós-graduada em Nutrição Clínica e Esportiva Funcional e coach de emagrecimento. Trabalhou em clínica particular por sete anos e hoje dedica seu tempo aos seus coachees e à produção de conteúdo online, mídias sociais e eventos, como forma de alcançar cada vez mais pessoas e ajudá-las a levar uma vida prática, saudável, balanceada e gostosa.

Sobre o blog

Dicas sobre nutrição, com foco na alimentação de verdade (e sem radicalismo), que vão te ajudar a fazer alterações concretas no seu estilo de vida. A ideia é que você alcance o seu verdadeiro potencial e atinja sua melhor versão.