Topo
Verônica Laino

Verônica Laino

Categorias

Histórico

5 dicas naturais e alimentares para evitar crises de enxaqueca

Verônica Laino

02/07/2019 04h00

Crédito: iStock

Só quem sofre com a enxaqueca que sabe o quanto ela afeta o dia a dia e pode piorar muito a qualidade de vida, já que as crises podem durar cerca de 72 horas. Por ser um problema multifatorial é difícil ter cura, porém podemos fazer várias coisas para evitar as crises ou reduzir os sintomas. Fique atento nestas 5 dicas para incluir nos seu dia a dia.

1. Aposte nos alimentos ricos em magnésio

O magnésio tem ação relaxante e é muito no controle da dor de cabeça. Além disso, atuam no funcionamento dos neurotransmissores, proporcionando uma sensação de bem-estar.

Tenha sempre no seu dia a dia pelo menos um destes alimentos: espinafre, acelga, abacate, grão de bico, nozes, amêndoa, semente de abóbora, semente de girassol ou semente de gergelim

Crédito: iStock

2. Evite o jejum prolongado

O jejum pode desencadear dores fortes de cabeça. Quando ficamos mais de 4 horas sem comer isso pode gerar uma queda na taxa de açúcar do sangue e provocar a produção de substâncias que causam dor.

Você não precisa consumir uma grande refeição a cada 4 horas, coisas simples como uma fruta com sementes já é o suficiente para quebrar o jejum. Se for sair, opte por alimentos saudáveis que não pesam no bolso, pegue um pedaço de guardanapo ou um potinho, coloque um punhado de castanhas e adicione algumas frutas secas como damasco ou uva passa. Agora é só embrulhar como se fosse uma bala e pronto, pode colocar no seu bolso para comer mais tarde. Uma outra opção é fazer uma barrinha energética utilizando estes mesmos ingredientes, assim fica até mais fácil de levar e consumir. 

3. Consuma mais selênio

O selênio merece uma atenção especial. Ele ajuda o organismo a desintoxicar por ser capaz de retirar os metais tóxicos do corpo, além disso atuam no sistema nervoso central reduzindo a intensidade das crises.

São alimentos ricos em selênio: castanha-do-pará, farelo de trigo, arroz integral, salmão e amêndoa.

Crédito: iStock

4. Faça um chá de gengibre

O gengibre tem que fazer parte da dieta, seja na forma de chá ou ralado fresco por cima da salada, por exemplo. Ele tem ação analgésica, é essencial para o bloqueio da síntese de prostaglandinas, agente inflamatórios e causadores de dor.

Para fazer o chá você vai precisar de 50 gramas (cerca de 1 punhado) de gengibre fresco ralado e 1 litro de água, Para preparar coloque os ingredientes em uma panela, leve ao fogo e ferva durante 15 minutos. Depois é só coar e beber em até 12 horas.

5. Evite alguns industrializados

Alguns alimentos podem piorar as dores e até mesmo contribuir para ativar a crise de enxaqueca

  • Alimentos ricos em tiramida que é uma amina vasoativa capaz de dilatar os vasos sanguíneos, está presente nos vinhos tintos e queijos envelhecidos como o camembert, suíço, roquefort, cheddar, gouda, muçarela, parmesão e provolone;
  • Industrializados com nitrito, que são substâncias adicionadas às carnes como preservativos, são encontrados nas salsichas, salame, pepperoni e carnes processadas, enlatadas e defumadas;
  • Adoçante à base de aspartame, cuidado com alimentos diet e light que utilizam este tipo de edulcorante.

Sobre o autor

Verônica Laino é formada em Nutrição pela USP (Universidade de São Paulo), pós-graduada em Nutrição Clínica e Esportiva Funcional e coach de emagrecimento. Trabalhou em clínica particular por sete anos e hoje dedica seu tempo aos seus coachees e à produção de conteúdo online, mídias sociais e eventos, como forma de alcançar cada vez mais pessoas e ajudá-las a levar uma vida prática, saudável, balanceada e gostosa.

Sobre o blog

Dicas sobre nutrição, com foco na alimentação de verdade (e sem radicalismo), que vão te ajudar a fazer alterações concretas no seu estilo de vida. A ideia é que você alcance o seu verdadeiro potencial e atinja sua melhor versão.

Mais Verônica Laino