menu
Topo
Verônica Laino

Verônica Laino

Categorias

Histórico

Como aliviar o estresse e a ansiedade com 5 alimentos

Verônica Laino

09/10/2018 04h00

Crédito: iStock

Infelizmente hoje vivemos em um mundo com muitas cobranças e uma vida muito cheia de tarefas, com isso, muitos de nós estamos sofrendo com os efeitos colaterais do estresse e da ansiedade. Contudo, não podemos nos descuidar da alimentação, pois ela agrava (e muito!) este quadro. Então hoje vou te mostrar como incluir alguns alimentos na sua rotina para melhorar sua produtividade e disposição ao longo do dia e com isso reduzir o efeito do estresse e da ansiedade no nosso organismo.

Se você ainda não está convencido, sabia que segundo a pesquisa realizada pela International Stress Management Association (ISMA), mais de 70% da população brasileira sofre com algum tipo de estresse. Surreal não é mesmo? Então vamos combater os efeitos colaterais e melhorar nosso dia a dia!

1. Açafrão da terra (cúrcuma)

Crédito: iStock

Toda vez que nos estressamos isso gera no corpo um aumento da inflamação das nossas células, para combater esta inflamação podemos utilizar a cúrcuma que é rica em curcumina, ferro, manganês, potássio e vitamina B6.

Para potencializar sua ação o ideal é adicionar pimenta do reino —a proporção ideal é misturar 3 partes de cúrcuma para 1 parte de pimenta do reino. Pegue um potinho, faça esta mistura e adicione 1 colher de chá por cima do seu prato em cada refeição, o ideal é sempre acrescentar após o preparo da refeição, assim não perde os benefícios.

Para quem nunca consumiu a cúrcuma, ela tem um sabor bem neutro e quase não altera o sabor da comida, então não tenham medo de experimentar.

2. Brócolis

Crédito: iStock

Um vegetal tão comum que faz uma diferença enorme no nosso dia. O brócolis é rico em glicosinolatos que é importante para o controle do estresse, por auxiliar na regulação da pressão sanguínea, além de suas propriedades anti-inflamatórias que ajudam no relaxamento dos músculos do coração, reduzindo os sintomas do estresse e ansiedade.

Uma sugestão é cozinhar o brócolis junto com arroz como já ensinei nesta receita aqui. Outra sugestão é cozinhar o brócolis somente no vapor por 5 minutos e deixar sem tempero dentro de um pote na geladeira, assim ele dura por até 5 dias. Na hora de consumir, basta temperar com azeite, sal, vinagre ou limão e consumir como salada, ou ainda refogar com alho e servir como um acompanhamento.

3. Semente de Abóbora

Crédito: iStock

Esta é uma excelente opção de lanche da tarde ou apara consumir antes de ir embora do trabalho a caminho de casa principalmente por pessoas ansiosas e que chegam em casa querendo comer até o pé da mesa. Rica em triptofano, a semente de abóbora auxilia na diminuição da ansiedade e na modulação do sono, promovendo um relaxamento e contribuindo para gerar a sensação de tranquilidade. A porção recomendada são 2 colheres de sopa por dia. Você pode comprar a semente já torrada e salgada ou se você comprar a abóbora não jogue a semente fora, lave em água corrente e torre no forno por 30 minutos mexendo na metade do tempo.

4. Ovo (sem excluir a gema!)

Crédito: iStock

Aqui o importante é a gema, sim! Não adianta ficar consumindo apenas a clara, pois as vitaminas e minerais estão concentradas na gema e não na clara, então nada de jogar a gema fora.

O ovo é rico em enxofre e vitaminas do complexo B que são esgotadas no nosso corpo durante os momentos de estresse e ansiedade, com estes estoques baixos, ficamos cada vez mais cansados e desanimados.

Tente incluir de um a dois ovos por dia na sua alimentação, uma boa sugestão é fazer uma crepioca de jantar, leve e sacia, além de repor os estoques utilizados ao longo do dia.

5. Iogurte Natural

Crédito: iStock

O iogurte tem que ser natural e preferencialmente feito com apenas dois ingredientes: leite e fermento lácteo. O iogurte é rico em bactérias do bem, os probióticos, que auxiliam na produção do hormônio do bem-estar e da felicidade a serotonina.

O ideal é consumir 150 g de iogurte por dia, para adoçar o iogurte e dar sabor você pode misturar com geleia de fruta sem açúcar, fruta picada ou ainda um fio de mel.

Sobre o autor

Verônica Laino é formada em Nutrição pela USP (Universidade de São Paulo), pós-graduada em Nutrição Clínica e Esportiva Funcional e coach de emagrecimento. Trabalhou em clínica particular por sete anos e hoje dedica seu tempo aos seus coachees e à produção de conteúdo online, mídias sociais e eventos, como forma de alcançar cada vez mais pessoas e ajudá-las a levar uma vida prática, saudável, balanceada e gostosa.

Sobre o blog

Dicas sobre nutrição, com foco na alimentação de verdade (e sem radicalismo), que vão te ajudar a fazer alterações concretas no seu estilo de vida. A ideia é que você alcance o seu verdadeiro potencial e atinja sua melhor versão.